Navegador Música
25 jan / 2013

 

 

É encantador o Sul de Minas. Em meio à paisagem da Serra da Mantiqueira, abrem-se os caminhos, que sobem do solo até as portas do céu. Uma região de clima ameno e frequentemente chuvoso, repleto de montanhas, vales, serras, cachoeiras e exuberante vegetação. Lá, a cultura e a hospitalidade do povo possibilitam experiências únicas de lazer e entretenimento.

 

 

O Sul de minas é umas das doze mesorregiões do estado de Minas Gerais. É formada pela união de 146 municípios agrupados em dez microrregiões. A base da economia ainda é agrícola (destaque para o café), mas o turismo também é forte na região devido às belas paisagens, eventos e do Circuito das Águas.

 

Mapa do Sul de Minas (Fonte: Google Maps)

 

Dentre os municípios localizados nessa área, destacam-se Poços de Caldas, com aproximadamente 153mil habitantes, Pouso Alegre (131mil), Varginha (124 mil), Passos, Itajubá, Alfenas (cidade universitária, famosa pelo CarnAlfenas), Três Corações, São Sebastião do Paraíso, Três Pontas, Guaxupé, São Lourenço (nas proximidades, Caxambu), Lavras (também é cidade universitária), Machado, Boa Esperança, Santa Rita do Sapucaí, Andradas e Ouro Fino.

 

Rádio Transamérica, de Três Pontas

 

 

Em Ouro Fino, a rádio Difusora é uma das parceiras da Navegador

 

Essas são as cidades maiores, mais populosas. Mas ainda há pequenos e importantes municípios, todas elas com suas emissoras. Campos Gerais, Coqueiral, Lambari. Nossos roteiros sempre incluem também essas cidadezinhas. Muitas vezes, há nelas rádios de grande expressividade.

 

Alessandro (Navegador) e Firmato da Rádio Montanhesa, de Campos Gerais.

 

No sul de Minas ainda há uma particularidade: as cidades ficam próximas umas das outras, ao contrário do Norte de Minas, por exemplo. Dependendo do transmissor, o alcance da rádio é enorme, abrangendo várias cidades. Se, por um lado, isso aumenta o público das emissoras, por outro gera mais concorrência.  Assim, é preciso caprichar na programação e nas promoções para fidelizar os ouvintes.

 

Lambari e a vista da rádio Transmineral FM

 

A primeira cidade da região e, portanto, a mais antiga, é Campanha, que já foi a capital do estado de Minas Gerais em determinado período. Hoje, a cidade tem belos casarões históricos, pousadas aconchegantes e alguns restaurantes interessantes, dentre eles o Empório Casa Dei, que nossa equipe teve a chance de conhecer em uma de suas viagens à cidade, para visitar a pequena emissora de rádio do município.

 

Campanha, MG

 

E, voltando a falar de rádio, importantes emissora de rádio estão localizadas no Sul de Minas: Minas FM, de São Gonçalo do Sapucai, Viva FM de Cambui (fizemos um Dial na Web sobre a Viva e sobre o coordenador de lá, Edvaldo Matias), Vanguarda de Varginha, 94 FM de Lavras, Emboabas de São João del Rei, Band de Pouso Alegre e muitas outras.

 

Alessandro (Navegador) visita a rádio Panorama FM, de Itajubá

 

O sertanejo universitário ganha cada vez mais força por ali. Há rádios cuja programação é 100% sertaneja e outras em que esse estilo ocupa 70% da programação. Shows e eventos desse estilo são comuns na região.

 

Outdoor na estrada próximo de Alfenas mostrava evento na região (junho/2012)

 

Apesar disso, há espaço para todos os gostos. Diversas festas de axé, como o Escarpas Folia, CarnAlfenas (e outros carnavais fora de época), eventos musicais religiosos e festas de música eletrônica dividem espaço com festas do peão e do cowboy, exposições e outras. Estes são exemplos de como o público pode ser eclético; “temos público para quase tudo aqui na região”, diz Tetê, gestora da rádio Max FM de Itajubá.

 

Outdoor de festa em Três Pontas mostra que nem só de sertanejo vive a região (junho/2012)

 

E por falar em diversidade, a Max é um bom exemplo de que o diferente pode dar certo. A rádio tem um perfil jovem e a programação é recheada de músicas no estilos pop nacional e internacional. Segundo Tetê, quando entrou no ar os ouvintes diziam: “A Max era tudo que Itajubá precisava”, ou “acabei de chegar da Europa e esse som estava bombando lá, nunca pensei que fosse ouvir isso aqui, que bom que a Max existe”. Até hoje, a programação da rádio ainda é muito elogiada, pois reflete tudo o que toca no Brasil e no mundo. Nem sempre é fácil nadar contra a maré, mas às vezes é justamente esse o diferencial competitivo!

 

Parede da Max FM, Itajubá

 

Ainda que tenha suas particularidas, a rádio sabe que não pode ignorar o que está bombando no mercado. É por isso que deu início a um programa (Maxneja) que mescla o sertanejo universitário e a country music americana. É uma forma de agradar o público sem deixar de lado sua identidade. Tetê diz que “há público para consumo de todos os gêneros (…); galera vai para qualquer show, pois é festa. Mas o mais bombando atualmente é o Sertanejo Universitário”.

 

Montagem da ExpoAgro, em Guaxupé (junho/2012)

 

A verdade é que o sertanejo universitário e o arrocha tem ganhado mercado em todas as regiões de Minas. Mas isso não significa que acabaram as chances para o pagode, o pop, o rock e outros. Thiaguinho é um exemplo de como o pagode ainda tem muita força, nacionalmente falando. Em BH, inclusive, a Fã FM optou por apostar no pagode e no samba (e suas vertentes), e tem dado muito certo. No pop, há muitas divas no topo e um “fenômeno” chamado Naldo, que está bombando em todo o Brasil. Sem contas que muitas rádios se dão bem tocando esse estilos: inquestionável a força da Jovem Pan nas diversas cidades brasileiras e também de outras emissoras, como a própria Max FM. O clássico rock’n’roll pode não ter tanto espaço nas rádios, mas ganha público fiel nos shows e nos iPods.

Pra finalizar, percebo o seguinte: quando o assunto é rádio, não há milagre. Ainda que se tenha uma programação 100% sertaneja ou de um estilo qualquer que esteja no topo, o que faz a diferença não é isso. A fórmula do sucesso consiste em juntar ingredientes imprescindíveis como: planejamento estratégico, posicionamento de mercado,  trabalho bem feito (programação equilibrada, plástica bem feita), promoções e muita energia positiva!

 

Três Pontas

 

Na próxima semana, o Dial na Web vai trazer uma matéria sobre a rádio Max FM, assim vocês poderão saber a história da emissora, dificuldades enfrentadas e muito mais!

Categorizado como: Dial na Web, Matérias/Artigos

6 Responses to “Dial na Web: o Sul de Minas”

  1. larissa disse:

    Moro em itajubá, amo a max fm!!! ainda bem que ela mantém a programação diferenciada. Top!

  2. moncler jackets disse:

    JUST AWESOME!!!!!!

  3. […] saber mais sobre o Sul de Minas? Confira o Dial na Web da última sexta-feira! Categorizado como: Divulgação, […]

  4. […] No último Dial na Web, que teve como tema o Sul de Minas, falamos sobre a cidade de Campanha. Ela foi a primeira cidade da região e, portanto, a mais antiga. Campanha é marcada belos casarões históricos, pousadas aconchegantes e alguns restaurantes interessantes. E, claro, lá também tem emissora de rádio! Categorizado como: Divulgação, Rádios […]

  5. […] semana passada, o Dial na Web trouxe um informações e curiosidades sobre o Sul de Minas. Como sabem, o sertanejo universitário […]

  6. […] um especial sobre o Sul de Minas no mês de janeiro! Além de escrever uma matéria sobre a região, destacar duas rádios importantes (Viva FM e Max FM) e fazer um especial Vozes de Minas sobre […]

Leave a Reply

Agenda
Aniversários do mês
  • Edney da Lima Duarte FM
    02/12
  • Jones da 98FM, Diamantina.
    02/12
  • Ottorino da Alternativa FM, Januária
    06/12
  • Joca Ribeiro da Plan Music
    07/12
  • Juninho da Líder FM, Formiga
    10/12
  • Wesley (Lezinho) Portugal, rádio de Cidade FM de Campos Gerais
    12/12
  • Luciana da Carijós FM, Conselheiro Lafaete
    16/12
  • Tarcísio da rádio Cidade, Diamantina
    17/12
  • Ricardo Miranda de Cataguases (Sistema Multisom)
    18/12
  • Luiz Roberto da rádio Fama
    20/12
  • Armando Campos da 107FM, Juiz de Fora
    24/12
Peça o show na sua cidade

Aqui é seu espaço para sugerir o show que você gostaria de ver na sua cidade.

Sorteios

Faça seu cadastro e concorra a ingressos dos seus shows favoritos.

Participar